Notícias

Está perto! Dia 4 de abril se aproxima e fim de filiação partidária bate à porta

Nessas eleições serão escolhidos prefeitos e vereadores. Ao que parece, esse prazo não será esticado, e é bom os presidentes das siglas ficarem atentos  e lembrar que a Covid-19 não vai atrapalhar essas datas marcadas pelo TSE.

 

Ainda que estejamos em meio a uma crise sanitária onde a Covid-19 é a principal questão, é impossível não olhar para o outro lado e ter aguçada a curiosidade em relação ao pleito municipal que se aproxima e, que ao mesmo tempo, as dúvidas se será adiado ou não, permeiam as mentes de todos no Brasil.

Tais dúvidas são reais, mas o calendário está andando a todo vapor e, no próximo dia 4 de abril, inspira o prazo de filiação partidária para quem deseja ser candidato em 2020. Nessas eleições serão escolhidos prefeitos e vereadores. Ao que parece, esse prazo não será esticado, e é bom os presidentes das siglas ficarem atentos  e lembrar que a Covid-19 não vai atrapalhar essas datas marcadas pelo TSE.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já montou uma estrutura online para o recebimento da documentação dos candidatos, evitando assim a forma presencial. Quem não se ligou, que cuide de acelerar o passo, pois faltam menos de 15 dias. A opção partidária é a decisão mais importante que um candidato pode tomar, especialmente os que entrarão na briga por um mandato de vereador devido ao fim das coligações.

Com isso, será um salve-se quem puder no mundo das siglas. Saem perdendo as pequenas legendas, muitas delas enfrentando dificuldades em montar chapa. Ganham os grandes partidos, principalmente os que estão no poder. O prefeito de Petrolina, por exemplo, leva nítida vantagem, até porque,tem um grande número de vereadores de mandato na chapa, aliás, um chapão, para ser mais preciso.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar