Notícias

Por medo, Miguel Coelho lança nota tímida depois do pronunciamento de Bolsonaro

Sem questionar a posição do presidente e com uma nota oficial tímida,na manhã desta quarta-feira (25), o município se posicionou oficialmente. Miguel Coelho que é muito falador, dessa vez usou palavras comedidas justamente para não ferir aquele que é defendido por seu pai, Fernando Bezerra, líder do governo no senado.

Com um nó na garganta e estarrecido, o prefeito de Petrolina, fiel defensor do governo Bolsonaro, ficou entalado  após o pronunciamento de ontem (24), do presidente Jair Bolsonaro. A fala do presidente foi de encontro ao que pensa diversas autoridades que lidam com a saúde no País. Bolsonaro  recomendou que estados e municípios suspendam medidas como a paralisação de aulas e reabertura do comércio em geral.

Sem questionar a posição do presidente e com uma nota oficial tímida,na manhã desta quarta-feira (25), o município se posicionou oficialmente. Miguel Coelho que é muito falador, dessa vez usou palavras comedidas justamente para não ferir aquele que é defendido por seu pai, Fernando Bezerra, líder do governo no senado.

Cadê a força? Melhor não ferir aquele que tem o poder, para que esse mesmo poder não se volte contra quem o apontar como irresponsável, e gerar um conflito de ideias.

Através de nota, a prefeitura destacou que o isolamento deve continuar. “Seguem mantidos todos os decretos publicados a respeito do funcionamento do comércio, escolas, estabelecimentos privados entre outros que gerem aglomerações. Assim como, seguirão as medidas de fiscalização para coibir o descumprimento das medidas. Petrolina manterá, portanto, o caminho da prevenção como a forma de preservar vidas e superar esse duro momento que depende da consciência de todos”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar