Notícias

Domingos de Cristália ( Vereador) e Julio César ( Comunitário), a disputa pela mídia Petrolinense

Erros, acertos e aquele velho disse me disse que não cessa. Assim anda o caso do vereador eleito Domingos de Cristália  com o comunitário Julio César.

Esse nó começou a ficar mais apertado logo apos as eleições terem  trazido os resultados que confirmaram a vitória nas urnas para os candidatos  a vereador em Petrolina. Domingos foi eleito, e logo depois uma bomba caiu nos seus pés! É que o comunitário Julio César,   o denunciou por compra de votos, por ameaça e outros perrengues que deixaram o vereador com receio de nem diplomado ser.

E a peleja continuou…Domingos foi diplomado, assumiu a cadeira, mas Julio César continuou inflamando a conversa e  já espera o resultado das denúncias, que logo virá da parte do Ministério Público.

Mas por que esse comunitário está com essa sede para que Domingos perca o mandato se ele nem suplente é? Existe alguém conspirando com ele? Alguém está  colocando força e dando corda para que ele vá adiante?

Em meio a isso tudo, Domingos surpreende e convida seu perseguidor para que venha fazer parte da sua assessoria, no seu gabinete, pois segundo Domingos, o prefeito Miguel Coelho não dará oportunidade ao comunitário no seu governo já que ele quer um cargo. Para muitos, esse foi um ato infantil, pois demonstra  que as intenções do Edil são outras e que talvez o vereador queira que Julio César  retire as acusações e ele se veja livre dos processos que já estão sendo avaliados pelos juízes.

Julio nada bobo, foi logo pra imprensa dizer  que não aceitava o convite  e que  Domingos poderia oferecê-lo aos seus subalternos.  Julio César foi mais longe, e chamou o vereador de palhaço e diretor de circo. Para quem está de fora fica claro que ambos tem um problema nas mãos, e que não estão sabendo como lidar com o tal. A disputa pelos holofotes é notória, e fica claro a briguinha boba de duas pessoas que por mais que sejam vizinhos, sempre querem se apresentar melhor.

O melhor para os dois é parar com essa disputa por mídia e esperar o resultado do MPF.

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar