Notícias

Fumamos o “cachimbo da Paz”, disse Zé Batista

Resultado de imagem para cachimbo da paz

Apaga a fumaça do revólver, da pistola
Manda a fumaça do cachimbo pra cachola
Acende, puxa, prende, passa
Índio quer cachimbo, índio quer fazer fumaça… Gabriel Pensador

Depois de polemica envolvendo o nome do secretário Zé Batista da Gama com os vereadores, Ronaldo Souza e Gaturiano Cigano, o secretário em entrevista, disse que está tudo zerado, e que ambos fumaram o “cachimbo da paz”.

Está claro que a intervenção do prefeito Miguel Coelho nessa celeuma, fez com que pedidos de desculpas fossem propalados na mídia. É no mínimo estranho o comportamento do tempestuoso Ronaldo Souza, Cancão, que para voltar atrás em sua palavra é necessário acontecer uma hecatombe, um fato extraordinário. 

Esse “cachimbo” que Zé Batista falou, nada mais é que um “puxão de orelhas”. Todos sabem que a base da situação está rachada, e quem está sustentando a situação são nomes como: Ruy Wanderley e Aero Cruz, que não estão deixando o barco afundar.

Cachimbo da paz ou puxão de orelha? Na verdade, uma “chamada” para as coisas voltarem a funcionar como requer Miguel Coelho. Ronaldo Souza, tenta tapar o Sol com a peneira, pois todos sabem dos seus rompantes, e que voltar atrás não faz muito seu gênero.

Índio quer cachimbo, índio quer fazer fumaça…

 

Artigos relacionados

1 pensou em “Fumamos o “cachimbo da Paz”, disse Zé Batista”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar